Produção Científica em Acesso Aberto

sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Por meio das ações e projetos desenvolvidos pelo Instituto Brasileiro de Informação em Ciência e Tecnologia (Ibict), em parceria com institutos de ensino e pesquisa nacionais, estão hoje à disposição do público, na Internet, mais de 300 mil documentos científicos, em texto completo, de acesso aberto.
Esse total é o somatório dos documentos presentes em repositórios institucionais que armazenam a produção científica dos pesquisadores, cerca de 117 mil, e os registros presentes na Biblioteca Digital Brasileira de Teses e Dissertações (BDTD), cerca de 198 mil entre teses e dissertações. Os dados são de agosto de 2012 e os documentos podem ser acessados e baixados gratuitamente.

A informação é da coordenadora técnica do Laboratório de Metodologias de Tratamento e Disseminação de Informação do Instituto, Bianca Amaro, lembrando que o Ibict apoia o desenvolvimento, assim como oferece suporte a essas instituições, sendo, hoje, 97 instituições parceiras do projeto BDTD e 40 instituições do projeto repositórios institucionais.

“Nós parabenizamos as instituições parceiras no empenho em organizar e disponibilizar a produção científica de seus pesquisadores. Com estas iniciativas, poderemos obter um retrato da produção científica nacional, além de tornar a comunicação científica mais fluída, contribuindo para o avanço da ciência no Brasil”, ressaltou.

Bianca Amaro explicou que os esforços são contínuos e a tendência é que o número de documentos em acesso aberto cresça de forma vertiginosa e que outras instituições de ensino e pesquisa nacionais venham a aderir e a contribuir com as iniciativas relacionadas ao movimento mundial de acesso aberto à informação científica, por meio da implantação de repositórios institucionais, criação de bibliotecas digitais de teses e dissertações, como também de revistas científicas eletrônicas.

Ibict