Brasil é 10º país mais atraente para investir em renováveis

quarta-feira, 19 de dezembro de 2012

A consultoria Ernst & Young acaba de lançar a última edição de 2012 do Índice de Atratividade dos Países em Energias Renováveis. A publicação lista, a cada três meses, as 40 nações mais atraentes para investimentos em energia eólica, solar, geotérmica e de biomassa e, dessa vez, quem levou a melhor foi a China.

Em uma escala de 0 a 100, o país fez 69,6 pontos, sendo o mais indicado para receber investimentos em energias renováveis. A produção eólica foi apontada como a mais atraente para negócios na nação asiática, entre as quatro opções avaliadas pela consultoria, com nota 76.

A segunda posição do ranking ficou com a Alemanha, que tirou nota 65,6 e, pela primeira vez em 2012, ultrapassou os Estados Unidos no quesito atratividade para investimentos em energias renováveis. A “nação do Tio Sam” ocupa, agora, a terceira colocação, com nota 64,5, sendo que a produção solar, com 70 pontos, foi classificada como a melhor opção para investimentos.

O Brasil não está tão bem colocado no ranking. Com 50,5 pontos, nosso país é considerado o décimo mais atraente para investimentos em energias renováveis, sendo que as melhores opções são, respectivamente:
- biomassa, com nota 54;
- eólica, com 52 pontos;
- solar, com nota 48 e
- geotérmica, com 24 pontos.

Em agosto, na segunda edição de 2012 do ranking, o Brasil havia subido uma posição, ocupando o nono lugar no ranking.

Fonte: Planeta Sustentável