Atlas global ilustra a biodiversidade do solo

terça-feira, 22 de novembro de 2016

O que é a biodiversidade do solo e qual o impacto na sociedade? Quais as principais ameaças à biodiversidade do solo? O que podemos fazer para preservá-la? Essas são algumas das questões abordadas pelo Atlas Global da Biodiversidade do Solo - uma publicação especial que acaba de ser lançada e tem movimentado o meio acadêmico e interessados nos assuntos relacionados à biodiversidade do solo.

O Atlas Global da Biodiversidade do Solo (Global Soil Biodiversity Atlas) é uma publicação do Centro de Pesquisa da Comissão Europeia em colaboração com a Iniciativa Global de Biodiversidade do Solo (Global Soil Biodiversity Initiative).

Entre as instituições parcerias da publicação, que reúne universidades e centros de pesquisa renomados internacionalmente, o nome e a logomarca da Universidade Federal de Lavras (UFLA) é a única representante brasileira, tendo a professora Fatima Moreira, do Departamento de Ciência do Solo (DCS/UFLA), Bolsista de Produtividade em Pesquisa 1A do CNPq, como membro do comitê editorial.

A professora também é a única representante brasileira no grupo seleto de cientistas de diversos países que compõem o Comitê Diretor da Global Soil Biodiversity Assessment (GSBA), da Global Soil Biodiversity Initiative.

O lançamento foi realizado durante a 2ª Assembleia do Programa ambiental da Organização das Nações Unidas (Unea/ONU), em Nairobi, no dia 25 de maio.

É uma publicação global, construída de forma coletiva e editorada por cientistas de 24 instituições, entre elas a UFLA. Trata-se de um passo crucial e um esforço coordenado para avaliar a vida no solo, a necessidade de melhorar a conservação do solo e a diversidade da vida dentro dele.

De acordo com a professora Fatima Moreira, a publicação é uma das estratégias para ampliar a discussão sobre a perda de biodiversidade e a degradação de ecossistemas, ao mesmo tempo em que pretende amparar o desenvolvimento e a produção sustentável de alimentos. Para ela, a relevância da publicação está justamente no assunto, que tem ganhado destaque nos últimos anos, em virtude da necessidade de haver mais estudos sobre a biodiversidade nos solos, já que se estima que apenas 1% das espécies de micro-organismos do solo foram identificada e relativamente pouco se sabe ainda sobre aspectos funcionais de todos os grupos sejam eles microscópicos ou macroscópicos, incluindo aspectos ecológicos.

Outro fato destacado pela professora Fatima Moreira é que a publicação on-line tem acesso livre e gratuito. Foi feita pela junção de pesquisadores renomados em diferentes áreas de atuação, resultando em nove capítulos temáticos com informações atualizadas e muito bem ilustradas. O Atlas também registrou agradecimento a mais de 100 colaboradores, que enviaram informações e imagens de solos e organismos característicos de diferentes partes do mundo. Entre os colaboradores, os professores da UFLA Julio Neil Cassa Louzada (DBI) e Ronald Zanetti Bonetti Filho (DEN).

Publicação inclui informações atualizadas, textos explicativos, imagens surpreendentes e mapas

O Atlas vem sendo construído desde 2013, quando a professora Fátima Moreira participou de um workshop internacional da (GSBA), na Universidade do Colorado (EUA). Depois desse evento, foram realizadas reuniões na Itália e França para conclusão dos trabalhos.

A publicação propicia ao leitor um aprendizado inusitado sobre os solos e sobre as incríveis criaturas que vivem neles. O conteúdo revela os fatores que influenciam a distribuição dos organismos do solo, como a biodiversidade do solo suporta a produção de alimentos, as pressões que afetam a vida do solo e as possíveis intervenções para preservá-lo.

Clique aqui e acesse a versão digital do Global Soil Biodiversity Atlas gratuitamente

Fonte: Universidade Federal de Lavras/UFLA