CGEE lança plataforma de dados científicos sobre agricultura e segurança alimentar

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

O ministro da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, foi apresentado nesta terça-feira (13) à plataforma de comunicação sobre agricultura e alimento, lançada pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE) e o Instituto Fórum do Futuro para criar um espaço de referência da informação científica sobre a contribuição da agricultura para a qualidade de vida. O projeto “Apoio técnico à Plataforma de Comunicação – Agricultura e Alimento” deve estar disponível ao público em junho de 2017.

“O trabalho desenvolvido por vocês aqui tem total coerência com a história do Brasil É um processo de valorização do nosso conhecimento e um reconhecimento da agricultura do País”, afirmou Gilberto Kassab. “O ministério dará todo o apoio necessário para execução do projeto”, disse.

Segundo o presidente do CGEE, Mariano Laplane, a plataforma vai mostrar, por exemplo, como o Brasil tem conseguido produzir alimentos de maneira sustentável em grande escala em beneficio da população do País e do mundo, derrubando alguns mitos. “Há cinquenta anos o País importava alimentos. Hoje, é um grande exportador, um dos maiores do mundo. Queremos dizer que a ciência também pode trazer soluções para tornar nossas cidades mais sustentáveis e melhorar a qualidade de vida da população”, disse.

Nesse sentido, a iniciativa visa à difusão de dados e informações cientificamente embasadas sobre a relevância da produção sustentável de alimentos, oriundas de diversas instituições de pesquisa científica e de desenvolvimento tecnológico, nacionais e internacionais.

Para o presidente do Instituto Fórum do Futuro, Alysson Paulinelli, é necessário traduzir o conhecimento científico para que a população seja capaz de fazer uso sustentável e racional dos biomas brasileiros. “O Brasil é o polo da segurança alimentar nacional e mundial, mas o País precisa conhecer melhor seus biomas e levar esse conhecimento para toda a população. Temos condições, temos recursos humanos para investir nessa área hoje, formamos 17 mil doutores por ano.”

Organizações

Organização social supervisionada pelo ministério, o CGEE tem por missão promover e realizar estudos e pesquisas de alto nível nas áreas de educação, ciência, tecnologia e inovação e suas relações com setores produtores de bens e serviços, além de realizar atividades de avaliação de estratégias e de impactos econômicos e sociais das políticas, programas e projetos científicos, tecnológicos, de inovação e de formação de recursos humanos.

Já o Instituto Fórum do Futuro é um grupo de reflexão independente, voltado para o debate de questões estruturantes da sociedade brasileira, a partir perspectiva do desenvolvimento sustentável.

MCTIC