Brasil e mais 169 países assinam o acordo do clima

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Representantes de 170 países assinaram, na sexta-feira, o Acordo de Paris sobre mudança climática, batendo o recorde da ONU (Organização das Nações Unidas) de adesão a um tratado internacional em um único dia. Todos ouviram o alerta do secretário-geral da entidade, Ban Ki-Moon, de que as boas intenções terão pouco impacto se a convenção não for ratificada o mais breve possível.

“Estamos em uma corrida contra o tempo”, disse Ban no discurso de abertura da cerimônia, no plenário da ONU em Nova York (EUA). A urgência foi enfatizada por vários chefes de Estado, incluindo a presidenta do Brasil, Dilma Rousseff.

Dilma assegurou “a pronta entrada em vigor” da convenção, mas essa decisão depende do Congresso Nacional. “O caminho que teremos de percorrer agora será ainda mais desafiador: transformar nossas ambiciosas aspirações em resultados concretos”, disse a presidenta. E repetiu os compromissos assumidos pelo Brasil durante a negociação do tratado, entre os quais a promessa de reduzir em 37% a emissão de gases poluentes até 2025, na comparação com os patamares registrados em 2005. “O Brasil precisa reconhecer que deve fazer mais que o prometido no ano passado”, disse Carlos Rittl, secretário executivo do Observatório do Clima.

Fonte: o Sul